Publicações

 


Trabalho de divulgação desenvolvido em 2015 que atualiza o público acerca do Projeto Memória, desde 2015 integrado à Coordenadoria de Biblioteca e Memória. Aborda os Objetivos e Atividades, assim como a História do Projeto e suas Publicações.


Fôlder


O Fôlder foi o primeiro trabalho de divulgação desenvolvido pela equipe de historiadores contratada para implantação do "Projeto Memória do Tribunal de Justiça Militar". A elaboração do projeto da "Memória Institicional" teve início em 2002, quando o Presidente João Carlos Bona Garcia conferiu ao Juiz Octavio Augusto Simon de Souza a missão de iniciar pesquisa para a implantação do Projeto Memória.

O projeto foi aprovado e passou a ser coordenado pelo Juiz Sérgio Antonio Berni de Brum que tem procurado fazer com que o Projeto Memória possa dar sentido e coerência às experiências institucionais antes fragmentadas, para que não se divulgue somente as marcas e as decisões do Direito Militar, visando divulgar o passado e o patrimônio histórico da instituição, de modo a esclarecer a importância social das atividades da JME gaúcha.


Fôlder Projeto Memória

 

Histórico e Competência

 
Histórico e Competência

A publicação do livreto Histórico e Competência, em 2003, foi uma iniciativa do Projeto Memória para divulgar a história, o funcionamento e as atribuições peculiares à Justiça Militar Estadual. O informativo foi elaborado com o objetivo de ampliar e fortalecer o papel da instituição que atua como parcela importante no desempenho da garantia do uso do poder da Polícia Militar em sua missão de proteger o cidadão gaúcho, razão da existência de uma Justiça Especializada. Em 2007 o livreto foi revisado e a nova edição continua sendo distribuída aos consulentes para dar continuidade às informações relativas à JME.

 

Série Depoimentos

 
Série Depoimentos

Contar e ouvir a história de uma vida ou de uma experiência de vida é participar do esforço de constituição de um sentido para o passado. Foi com esse objetivo, e em busca das experiências antes fragmentadas, que o Programa de História Oral, através da coleta de depoimentos, tem procurado resgatar e conservar a história da Justiça Militar Estadual. A coletânea de entrevistas publicadas nos livros, a Justiça Militar do Estado – Histórico e Depoimentos, v.1, e Justiça Militar – Depoimentos, v. II, traz relatos a respeito da trajetória de vida dos entrevistados e experiências vivenciadas durante os processos de decisão política do país.

 

Homenagem

 
Livro 170 Anos

Em homenagem aos 170 anos da Brigada Militar, o Projeto Memória lançou o livro: "Brigada Militar. Homenagens ao longo de seus 170 anos", tendo como organizadores: Ana Elisabeth dos Santos Saibro, Danilo Borges Ribeiro, Francine Feldens, Marlcelo Lopes Rosa e Vivian Carla Nunes. O trabalho foi coordenado pelo Juiz Sergio Antonio Berni de Brum.
Os textos publicados expressam a visão dos seus oradores em um dado momento histórico e oportunizam ao leitor acesso a fatos relacionados aos acontecimentos políticos no Rio Grande do Sul, como por exemplo, o discurso de abertura do ano letivo de 1960, proferido pelo Presidente da Corte de Apelação, Dr. Clio Fiori Druck, que discorre sobre questões relacionadas ao Direito Militar e ao Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais da Brigada Militar e do Direito Militar.

 

Exposição Histórica permanente no prédio do TJM

 

A exposição permanente conta um pouco da história da JME e da Brigada Militar, abordando o Cerco de Bagé, na Revolução Federalista (1893-1895), passa pelo Movimento da Legalidade, em 1961, abrange o dia em que o então Vice-governador Octávio Germano inaugurou o prédio do Tribunal Militar, em 1981, e finaliza com o processo constituinte de 1988.

Clique sobre as imagens para ampliá-las.

 
Painel 01
Painel 02
Painel 03
 
Painel 04
Painel 05
Painel 06
 
Painel 07
Painel 08
Painel 09

Painéis de Homenagem

 
Painel Antonio
 

O Plenário de sessões do primeiro grau da JME foi homenageado com o nome do Juiz-Auditor Antônio César Alves, homem de ilibado conhecimento jurídico e longa trajetória acadêmica. Foi o primeiro Juiz-Auditor concursado para atuar na primeira instância da Justiça Militar Estadual.

 
Painel Angelo
 

A Sala de Reuniões do Tribunal de Justiça Militar homengeou o Juiz-Cel. Ângelo de Mello, por sua dedicada trajetória na Brigada Militar e colaborador da reorganização da Justiça Militar do Estado que através do Decreto-Lei nº 47, de 19 de novembro de 1940, criou a Lei Orgânica da Justiça Militar do Estado.

 
Painel Aldo
 

O Plenário de sessões da segunda instância da JME foi homenageado com o nome do Juiz-Cel. Aldo Ladeira Ribeiro por ter sido ele um dos maiores membros do Tribunal Militar de sua época. Foi elaborador de vários Regimentos Internos e obras que registram a história da Brigada Militar. É de sua autoria o projeto , aprovado pela Corte de Apelação, em 30 de junho de 1960, que fixou o dia da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul em 28 de maio.

 

 


Portal da Transparência


Pesquisa Processual

1º grau  2º grau


Pesquisa avançada

Certidões



Av. Praia de Belas, 799 - Bairro Praia de Belas - Porto Alegre/RS
CEP - 90110-001 - Fone: (51) 32141000 - contato@tjmrs.jus.br
  SEI!
  Webmail

Desenvolvido pela Coordenadoria de TIC do TJM/RS
informatica@tjmrs.jus.br