Seminário alinha ações da Rede de Governança Colaborativa


Reunião e seminário para ajustar procedimentos e alinhar unidades em direção ao cumprimento de metas


A Rede de Governança Colaborativa da Justiça Militar do Estado  foi  criada em  2014 e é operacionalizada pelo Comitê de Assessoramento, que reuniu novamente a rede nesta segunda-feira (15 de agosto). O Comitê responsável é composto por um magistrado, pelo Diretor-Geral do Tribunal, pelo secretário da Presidência, pelo coordenador de TIC, por representante do Núcleo de Gestão Estratégica, por representante da Corregedoria-Geral da JME e por um servidor de cada auditoria da Justiça Militar.

Modo de ação

A Rede Interna de Governança Colaborativa, presidida pelo juiz-Presidente do Tribunal Fernando Guerreiro de Lemos e coordenada pelo Juiz-Gestor de Metas (Fábio Duarte Fernandes), é operacionalizada pelo Comitê de Assessoramento, cujas atribuições são: propor diretrizes de atuação institucional e administrativa, fornecer subsídios e assessorar o Núcleo de Gestão Estratégica na concepção do planejamento estratégico, conduzir o alinhamento estratégico, monitorando desenvolvimento e resultados, emissão de pareceres, promoção de eventos pertinentes, avaliação dos resultados do planejamento estratégico, sugestão de medidas preventivas e corretivas relativas ao planejamento estratégico e monitorar o processo de cumprimento de metas instituídas pelo CNJ.

Política de Atenção ao Primeiro Grau

Integrada na linha política do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu a Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, está presente a questão da implementação e operacionalização de diretrizes que norteiam a atuação de todas as unidades da Justiça Militar. O objetivo principal é dar continuidade à implementação das recomendações contidas na Resolução 194/2014 CNJ, relacionadas à Política nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição.

Reunião e seminário

O evento foi desdobrado em duas partes, sendo a primeira pela manhã e reuniu magistrados das Auditorias e do Tribunal: Juiz-Presidente  Fernando Guerreiro de Lemos, Juiz-Vice-Presidente e Gestor de Metas Fábio Duarte Fernandes, Juiz Antonio Carlos Maciel Rodrigues, Juiz Sergio Antonio Berni de Brum e Juiz Paulo Roberto Mendes Rodrigues;  Juiz Francisco José de Moura Muller, juíza Karina Dibi Kruel do Nascimento e juíza Eliane Almeida Soares. Participaram, também o Diretor Geral  Dirnei Vieira de Vieira, além de assessores de Juízes e coordenadores de áreas. Na parte da tarde, o seminário realizado no Plenário do TJM contou com a presença de inúmeros servidores.

A apresentação de das metas e posição do Tribunal e das Auditorias em relação aos glossários apresentados pelo  CNJ ficaram a cargo dos servidores do Núcleo de Gestão Estratégica Diones Gabana de Souza, Marlon Grandine Porte e Simone Maria Picoral Dal Molin.

Bastam 10 minutos para conhecer as propostas de metas para 2017 e participar deixando seu comentário ou sugestão de alteração/criação de metas. Veja AQUI.


(Publicada em 15/08/2016)

Galeria de Imagens da Notícia








Acompanhe a JME/RS


Portal da Transparência



Pesquisa Processual

1º grau  2º grau


Pesquisa avançada

Certidões



Av. Praia de Belas, 799 - Bairro Praia de Belas - Porto Alegre/RS
CEP - 90110-001 - Fone: (51) 32141000 - contato@tjmrs.jus.br
  SEI!
  Webmail

Desenvolvido pela Coordenadoria de TIC do TJM/RS
informatica@tjmrs.jus.br